facebooktwitteryoutubegoogleplusinstagram

Copa do Mundo FIFA 2014™

Brasília na copa
Site do GDF para a Copa do Mundo FIFA 2014™
Estadio Nacional Mané Garrincha
Menu

Estádio Nacional de Brasília
Mané Garrincha

Quinta, 21 Março 2013 19:46

Brasília apresenta plano de ação em Saúde para megaeventos

  Evelin Campos - Coordenadoria de Comunicação para a Copa

A estratégia será executada de 8 a 20 de junho. Durante esse período, toda a estrutura de assistência nessa área atuará de forma integrada

Um dia após realizar simulado para atendimento de emergências durante os megaeventos esportivos, o Governo do Distrito Federal apresentou, nesta quinta-feira (21), plano de ação em Saúde para a Copa das Confederações durante a X Câmara Técnica de Saúde. O evento – que prossegue até amanhã (22), na Associação Médica de Brasília (AMBr) – reúne cerca de 250 gestores e profissionais da área de todo o país para debater estratégias e definir metas com foco nos torneio mundiais. A organização é do Ministério da Saúde em parceria com o Governo do Distrito Federal.

O GDF, como anfitrião do evento, deu início às apresentações dos planos de ações das cidades-sede. Brasília receberá, em 15 de junho, a abertura da Copa de Confederações, com a partida entre Brasil e Japão. Na Copa do Mundo da FIFA 2014, o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha será palco do número máximo de jogos – sete ao todo. “Nossa meta é garantir o atendimento à população do DF e aos visitantes e oferecer suporte aos torneios, aos torcedores e às delegações”, afirmou o subsecretário de Atenção à Saúde, Roberto Bittencourt.

Integração – O plano de Brasília será executado de 8 a 20 de junho. Durante esse período, toda a estrutura de assistência à Saúde atuará de forma integrada. Para o atendimento pré-hospitalar móvel, operado pelo Samu, o DF dispõe de 37 ambulâncias, 14 motolâncias, duas bikelâncias e dois helicópteros. Nos dias de jogos, seis ambulâncias e seis motos estarão à disposição. Uma central de regulação será responsável pela triagem dos pacientes.

A rede hospitalar fixa contará com quatro Unidades de Pronto Atendimento 24 horas e 17 hospitais. Além disso, será montado um hospital de campanha na área externa do estádio, com 30 leitos e um ponto de apoio logístico. Um posto avançado de comando e uma sala de crise da Saúde farão a integração de toda a estrutura. Caso seja necessário, um Plano de Atendimento a Desastres ou Acidentes com Múltiplas Vítimas orientará o socorro.

Emergências – Durante a abertura do evento, no Memorial JK, o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, fez palestra sobre o tema “A saúde no DF com foco na rede de urgência e emergência”. Segundo ele, os leitos de UTI estão entre as prioridades da área. “Conseguimos ampliar a quantidade de vagas, que passou de 208, em 2010, para 335, em 2013. Com os convênios da rede privada, esse número saltou para 422”, informou o secretário.

Para garantir o atendimento emergencial nos megaeventos, o GDF vai trabalhar com ocupação de, no máximo, 80% dos leitos. Isso será feito por meio de gestão clínica, transferências para hospitais de retaguarda (fora da área central de Brasília), redução de internações e cirurgias eletivas, além de reforço nos plantões médicos. “Somado a isso, já temos o apoio do Samu na emergência do Hospital de Base, uma iniciativa inédita que tem trazido resultados excepcionais”, lembrou Roberto Bittencourt.

Segurança sanitária – O plano de Brasília prevê atuação na área de vigilância sanitária. Entre as ações está a vacinação de profissionais que terão contato direto com turistas durante os Mundiais. A campanha teve início em janeiro deste ano, no Aeroporto Internacional de Brasília.
A certificação de estabelecimentos comerciais também faz parte da estratégia. “Estamos qualificando locais como farmácias, bares, restaurantes e hotéis quanto às condições adequadas de segurança sanitária”, explicou a subsecretária de Vigilância Sanitária, Marília Coelho. Para os turistas, serão distribuídas cartilhas com dicas de saúde e serviços oferecidos na cidade.

Outro eixo é a realização de campanhas para conscientizar sobre uso abusivo de álcool e prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. O governo vai distribuir preservativos.

Simulação – Os participantes da X Câmara Temática de Saúde estão envolvidos em atividades relacionadas ao tema desde segunda-feira (18), quando teve início o I Curso e Simulado de Emergências para Atendimento em Estádio de Futebol. O encontro, promovido pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal, incluiu palestras, estudos de caso e oficinas práticas e encerrou com uma simulação de socorro em desastre com múltiplas vítimas, no Ginásio Nilson Nelson, na quarta-feira (20).

De acordo com o subsecretário de Atenção à Saúde, o balanço da atividade foi positivo. “Tivemos cerca de 200 feridos fictícios. Entre eles, 18 foram levados para o Hospital de Base, que, ao mesmo tempo, recebia 15 vítimas reais de um acidente de ônibus próximo ao Catetinho. E todos os pacientes foram atendidos de forma exemplar”, contou Roberto Bittencourt.

Acompanhe essas e outras notícias nos perfis da CopaDF

mane1

banner momento da copa
banner fan fest
brasil voluntario